Arena para Armas de Curta Distância

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Arena para Armas de Curta Distância

Mensagem por Big boss em Dom Maio 17, 2015 4:25 pm

Relembrando a primeira mensagem :


Arena para Armas de Curta Distância


Tal arena é especializada para o treino com armas de curta distância, ou seja, que serão melhores eficazes quando estão próximas do oponente. Há bonecos de palha distribuídos por todo arena, além de autômatos que servirão para um combate real. Mais aos fundos, há uma área branca criada pelos filhos de Hefesto que simulam através de uma maquina, um cenário cujo o semideus precisa ultrapassar uma série de desafios, passando uma impressão de realidade através de seus movimentos. Lembrando que monstros não são permitidos, mesmo nas simulações.
I. Post's com menos de dez linhas serão desconsiderados.
II. Cuidado com a gramática, pois está valerá boa parte de seus pontos.
III. O máximo de xp's conquistados nessa área é de 200.
IV. É permitido apenas um post em cada uma das arenas por dia.

avatar
Big boss

Mensagens : 204
Data de inscrição : 11/05/2015

http://rpgargentum.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Arena para Armas de Curta Distância

Mensagem por Ex-staff122 em Dom Jan 24, 2016 11:15 am


AVALIAÇÃO


JESSE KÖPPEL KRAWCZYK
9XP de 200XP
HP 100/100
MP 100/100

GRAMÁTICA -1/100 (1, 10, 10, 10, 10, 15, 15, 15, 15 = 9 Erros, limite de correção alcançado)
- Não prosseguirei com a leitura após o último erro notificado, e sua avaliação será feita em torno do que seu texto me proporcionou até este ponto.
COERÊNCIA E COESÃO 10/25
COMPROMETIMENTO 00/25
AUTENTICIDADE 00/50


- Devido ao limite de erros gramaticais, assim como a restrição na avaliação, não serão feitas quaisquer outra orientação se não as que já lhe foram mostradas; julgando-as suficientes para que se saia melhor em sua próxima postagem.

I. "Longa madrugada, tempo não passa, não flui na velocidade normal", o correto seria "Longa madrugada, o tempo não passa, não flui na velocidade normal".
II. "além de clarões que surgem subitamente em diversos estratégicos pontos", o correto seria "além de clarões que surgem subitamente em pontos estratégicos e diversos".
III. "naqueles conjuntos amontoados e visível de partículas diminutas de gelo ou água em seu estado líquido que se encontram em suspensão na atmosfera". Além de ser esteticamente desagradável, faltaram vírgulas ou se não pontos para conduzir uma leitura mais leve; é "Visíveis, e não "Visível". Falar "água em seu estado líquido" também é redundante: "naqueles conjuntos amontoados e visíveis de partículas diminutas, de gelo ou água, que se encontram em suspensão na atmosfera".
IV. "pode simplesmente chama-los por nuvens", o correto seria "pode simplesmente chamá-los de nuvens".
V. "mesmo não ter feito nenhuma qualquer coisa no dia anterior".
VI. "seu sentido visual permanece turva", o correto seria "Turvo, e não "Turva".
VII. Em "Um ímpeto cogitar tem no acampamento de pessoas", o termo "Ímpeto" não está em uma colocação correta, use sinônimos mais adequados.
VIII. "mesmo com o clima tempestuoso que naquele faz hoje".
IX. "camiseta negra com detalhes branco".


LARA POLLI
125XP de 200XP
HP 100/100
MP 50/100
- MP reduzido devido a avaliação da postagem posterior, em outro tópico.

GRAMÁTICA 100/100 (0 = 0 Erros avaliados)
COERÊNCIA E COESÃO 25/25
COMPROMETIMENTO 00/25
AUTENTICIDADE 00/50


Lara, não houve sequer um erro gramatical, fosse de pontuação ou concordância, repetições ou erros de palavras. Todavia, ele foi muito curto, não mostrou dificuldades, e vi completo descaso para com o texto que você nos proporcionou. Estou demasiado decepcionado.

atualizado por nyx ♥
avatar
Ex-staff122

Mensagens : 33
Data de inscrição : 20/01/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena para Armas de Curta Distância

Mensagem por Alexander M. Proudmoore em Seg Fev 01, 2016 1:38 pm



Velha amiga




Estar mais uma vez no acampamento Meio-Sangue era como um presente num momento difícil na vida para Alexander. Viver vagando nas ruas sozinho era nada agradável, além disso servir como combustível de sua raiva por Hera, a deusa que o convencera a enfrentar seus semelhantes em troca dela conceder seus desejos. Ele fora enganado e desde então promete a si mesmo que jamais repetirá o erro de confiar em alguém, principalmente quando for um deus.
Buscando desperdiçar nada desse lar dos semideuses gregos, a prole de Hécate se aquecia com alguns exercícios essenciais para qualquer atividade física. Além de sua camiseta branca, calça jeans preta e um par de tênis comum, também trouxera sua lança para treinar sua habilidade em combate. Assim que terminou seu aquecimento, pegou Destino — sua lança e também a primeira arma que ganhara —, que estava no chão durante esse tempo.
A arena encontrava-se pouco iluminada quando o garoto optou por um treino com armas de curta distância, pois o Sol há pouco havia surgido no horizonte para se esconder atrás de nuvens. Ainda que fosse natural crianças e adolescentes passarem uma hora como essa em suas camas, a arena vazia intrigava o loiro sem sono. Ele acreditava que em um apocalipse não era correto perder muito tempo com banalidades como dormir. Se todos decidissem descansar nesse momento, não restariam muitos dias para os mortais na contagem regressiva para o fim.
Essa não seria a primeira vez de Alex usando sua comprida arma no acampamento e como não desejava se entediar ao repetir algo tão simples, decidiu experimentar a área branca — uma parte especial da arena criada por filhos de Hefesto para a simulação de incontáveis cenários, buscando assim uma experiência mais próxima da realidade nos treinos dos campistas.
Havia um problema na ideia do jovem; não fazia ideia de como ligar aquela máquina. Porém, ao recordar sua última visita a este lugar, arriscou em tentar ativá-la como já havia feito com outra criação dos construtores gregos.
— Hm, vejamos. Ativar simulação nível três? — No mesmo instante que terminara de falar, sua visão foi tomada por um completo fundo branco que não incomodavam seus olhos.
De repente, um novo mundo começou a surgir ao redor do garoto. Tudo parecia muito real, mas não enganava o seguidor de Nyx. Ilusões, sejam mágicas ou tecnológicas, não funcionam muito bem nele, ainda que concordasse que era uma visão magnífica.
“Bem-vindo ao cenário nível três — Ninjas invadem minha festa de debutante”, anunciou uma voz feminina muito serena, mas que lembrava um pouco a mesma utilizada no Google Tradutor. “O uso de poderes ativos não está habilitado nesse modo. Tenha um ótimo treino e um bom dia”.
Alexander não sabia se era adequado se lançar no chão para imitar os campistas naquele momento, ou se deveria perguntar a voz do Google Tradutor sobre quem havia projetado essa máquina detestável. “Nota mental, de alguma forma devo conseguir atormentar pelo menos um filho de Hefesto, ou o próprio Hefesto! ”
Quando um salão de festas repleto de detalhes rosa terminou de carregar, o som de vidros se quebrando desfez o silêncio. Os ninjas com katanas haviam chegado.
O loiro girou sua arma enquanto a transferia para a sua outra mão, repetindo assim o processo até descobrir até onde era o alcance do raio dela em todas as direções e o tempo necessário para cobrir seus pontos cegos. Ainda não era o suficiente, mas seus adversários não sabiam disso.
Um homem vestido todo de preto — assim como toda a sua equipe —, aproximou-se tão rápido e silenciosamente do loiro que não teve a chance de aparar o golpe da espada que viera de cima para o cortar em dois. No lugar disso, jogou o peso de seu corpo para o lado, desviando do fio da espada e perdendo alguns fios de cabelo no processo.
— Oh, sugoi! disse o loiro, um “impressionante” em japonês e uma das únicas palavras que ele conhecia do idioma.
Com uma boa noção do que aqueles ninjas eram capazes, a prole de Hécate pensou num ataque com sua lança para eliminar rapidamente pelo menos aquele que quase o matara. De sua mão direita, levou Destino horizontalmente para trás, passando-a até a esquerda, assim com a distância por ter seu braço tão distante, pegou um forte impulso no caminho até o homem em sua frente, perfurando seu corpo. O ninja desaparecera deixando um aviso flutuante, “Violência Censurada”.
Ainda atento, Alex bloqueou um golpe que acertaria suas costas. Para o azar do ninja, filhos de Hécate são capazes de enxergar esse ponto que seria cego. E como aquele ali se encontrava dentro do raio de alcance, atingiu-o no pescoço sem hesitar.
Restavam muitos guerreiros japoneses, mas isso não impediu o garoto de correr na direção de três deles, bloqueando ataques, fazendo katanas voarem para fora das mãos de seus donos e desferindo diversos ataques até que todos caíssem. Repetiu o processo até perder as contas em doze avisos de censura.
— Já acabaram? — Alexander questionava erguendo seus braços e olhando para cima, como se aguardasse uma resposta divina ou da voz feminina.
Nesse momento, uma leve brisa arrepiou todo o corpo do semideus. Suas pálpebras se abriram completamente, assim como sua boca que foi emudecida pelo momento de desespero. Alguém estava prestes a ataca-lo, mas ninguém era visto, o que não deveria acontecer com ele. Começou a virar o corpo em todas as direções, levando seu olhar para todos os lugares. Ninguém.
Talvez fosse apenas a imaginação do garoto, o que era realmente possível.
— Como você ficou forte, Alex — comentou uma voz muito familiar. — Espero que não tenha se esquecido de mim. Ou esqueceu? — Ela finalmente foi encontrada pelo garoto que rapidamente se enfureceu com sua presença. — Oh. Você esqueceu! Sou eu, Branca. Lembra? A Branca, a sua melhor amiga invisível — disse zombando da esquizofrenia dele. — Olha a katana!
O rapaz não acreditou em seu grito, por isso não viu o ataque de um ninja que havia restado. A lâmina da arma do inimigo ficou a um dedo de distância do pescoço do loiro e não se aproximou mais.
“Simulação encerrada”.
Quando retornou à realidade, o mago se apoiou na lança fincada no chão da arena. Estava ofegante e não conseguia parar de pensar que suas alucinações haviam retornado. Ele sempre soube que elas não o deixariam para sempre, mas preferia ter mais tempo sozinho para cometer nenhum erro nessa confusão. Era preciso derrotar os demônios internos antes de prosseguir.

Aviso:
O treino foi feito utilizado a “área branca” e por isso nenhum ferimento foi real, apesar de nenhum grave ter sido citado no post.
Poder Utilizado:
Filho de Hécate
Nível 1
Perícia com Lanças — Mesmo sem nunca ter visto ou tocado essa arma, todo filho de Hécate ou Trívia, possui uma destreza descomunal que evolui de acordo com o semideus.
Item:
προορισμός: Lança simples feita a bronze celestial. (Essa é Destino, só que em grego)




x
CREDITS

avatar
Alexander M. Proudmoore

Mensagens : 97
Data de inscrição : 28/05/2015
Localização : Culto

Ficha de Personagem
Nível: 26
Health Points (HP):
290/350  (290/350)
Mana Points (MP):
290/350  (290/350)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena para Armas de Curta Distância

Mensagem por Ex-staff563 em Seg Fev 01, 2016 7:13 pm

120 XP

Parabéns Motherfucker



─ And when brotherhood come first then the line will never be crossed.
avatar
Ex-staff563

Mensagens : 91
Data de inscrição : 11/05/2015

Ficha de Personagem
Nível:
Health Points (HP):
100/100  (100/100)
Mana Points (MP):
100/100  (100/100)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena para Armas de Curta Distância

Mensagem por Bryan Weiss Faerschütt em Dom Fev 07, 2016 5:46 pm





Killian Jones












O dia acabara de começar e o sol já estava a entrar pela janela do chalé de Ares, cara, como aquilo irritava o jovem semideus, ele mal conseguia dormir devido a isso, acordar ás oito horas da manhã por causa de um bendito sol? Só pode ser brincadeira. Killian se levantou irritado e fechou a cortina “quebrando” um pouco o sol, mas já não adiantava mais o rapaz já havia despertado, deitou-se na cama e começou a rolar-se de um lado para o outro, resmungou diversas vezes até se levantar quinze minutos depois. Dirigiu-se ao banheiro e fez o que era necessário fazer, vestiu uma roupa e pegou sua espada que ficava ao lado de sua cama a colocou dentro de uma bainha nas costas e saiu do chalé de Ares

O sol estava forte com uma leve brisa que estava vindo do sul, Killian sabia que aquele dia seria um dia cansativo com muito suor e principalmente estresse, afinal, o jovem semideus não gostava muito do calor, o rapaz dirigiu-se a arena em passos lentos e gastando a menor energia possível até chegar no local.

A arena de combate com armas de curto alcance estava um pouco vazia, apesar de já serem quase dez horas da manhã, o rapaz adentrou ao local e avistou alguns semideuses na simulação criada pelos filhos de Hefesto, alguns semideuses batendo em simples bonecos de palha e outros fazendo combate entre si. Killian andou até um jovem rapaz que aparentava ter a mesma idade que ele - Vamos fazer um treino? Perguntou ao rapaz que logo virou-se e concordou.

Ambos já estavam posicionados quando Killian retira sua espada da bainha e avança para cima do semideus, este mesmo semideus que utilizava um escudo e uma espada, Killian faz o primeiro golpe, um corte na diagonal de cima para baixo, com um movimento rápido o jovem que usufruía do escudo o move, assim bloqueado o ataque de Killian. - Interessante, quem é seu progenitor? Perguntou Killian esboçando um leve sorriso que é rapidamente respondido - Meu nome é Edward, filho de Atena. Aquilo estava começando a se tornar realmente interessante, um filho de Ares versus um filho de Atena. Killian sorriu e atacou novamente o rapaz, desta vez, esticando um pouco mais o braço, buscou acertar o filho de Atena com um corte horizontal na cintura, sabendo que o mesmo seria defendido pelo escudo, tudo fazia parte de seu ataque, após a defesa rápida do jovem semideus, um chute o acertou no peito levando-o a dar alguns passos para trás. Um leve sorriso é esboçado pelo semideus que dessa vez ataca Killian, avançando rapidamente, com sua espada buscou acertar a coxa do filho de Ares que com um movimento leve e rápido puxou sua perna, evitando o corte, porém um escudo acaba o acertando bem no nariz, o levando ao chão. Killian passou a mão no nariz limpando o sangue que estava escorrendo e levantou-se.

A batalha seguia com ambos os campistas atacando e defendendo, sem subestimar um ao outro, porém, Killian estava começando a ficar estressado, com raiva, seus ataques não conseguiam penetrar aquele escudo, a maestria com tal do filho de Atena era enorme. Killian então fortalece sua espada com sua habilidade Lamina do exilio, aumentando seu dano e seu alcance, Killian estava na vantagem, com mais alcance o jovem filho de Ares poderia castigar o escudo do filho de Atena sem que este o acertasse e foi isso que ele fez, com um ataque de raiva e vontade de vencer a batalha, Killian executa diversos ataques repentinos no filho de Atena, com intuito de seu braço se cansar por segurar aquele escudo pesado e receber aqueles golpes fortes, após uma sequência de golpes finalmente o jovem Edward solta sua escudo ficando apenas com a espada, a habilidade de Killian também havia chegado ao fim, deixando ambos campistas apenas com a pura maestria e habilidade em batalha, porém o que Killian não sabia era que o jovem, além de ter uma alta maestria com o escudo também era bom com a espada, ambos começaram a trocar golpes que paravam na espada uns do outro, Killian era mais forte, fazendo assim, mais pressão a Edward, só que, força não é tudo em uma batalha, inteligência conta também e isso, os filhos de Atena tem de sobra, com uma pequena finta, Edward consegue enganar o filho de Ares, deixando sua coxa esquerda aberta para ataques e sem perdão o rapaz faz, um corte não muito profundo agora atrapalhava Killian com sua movimentação, com isso, foi necessário uma troca de base da parte de Killian o rapaz que mantinha a perna base a direita, teve que fazer a troca para a esquerda, afim de evitar mais danos na mesma. O combate seguia intenso com ambos atacando e ambos defendendo um erro de Edward foi o que decretou sua derrota naquele treino, com um movimento em falso, o filho de Atena perdeu o equilíbrio, e com isso, Killian, levantou sua perna e deu um chute frontal no peito do rapaz, o levando ao chão, com isso, colocando sua espada em cima do peito de Edward, decretando sua derrota.

Killian esticou a mão para ajuda-lo a levantar e agradeceu pelo treino – Foi o melhor treino que eu fiz desde que cheguei ao acampamento, fico grato, filho de Atena O rapaz - Digo o mesmo filho de Ares, obrigado, aliás, não esqueça de passar na enfermaria, vá tratar esse corte.  Ambos se cumprimentaram e Killian retirou-se da arena em direção a enfermaria.

ARMA:
Espada de Ouro Imperial

Habilidades:

Ativa:
Lamina do Exílio: Meus filhos podem fortalecer a sua arma com energia, aumentando o dano de ataque e o alcance, durante o período que a lamina está ativada eles poderão lançar um golpe de vento a distancia (Uma espécie de Lamina de Ar), apenas uma vez. [Dura 2 Turnos, Custa 20 de Mana.]

Passiva:
Level 1 - Deus da Guerra: A sua personalidade não é das melhores, podendo se irritar facilmente e causar o mesmo efeito as pessoas ao seu redor. Quanto mais irritado, mais poderoso.





Bryan Weiss Faerschütt — The son of Pluto

avatar
Bryan Weiss Faerschütt

Mensagens : 31
Data de inscrição : 04/02/2016
Idade : 16
Localização : Sei lá véi, eu ando muito

Ficha de Personagem
Nível: 15
Health Points (HP):
1500/1500  (1500/1500)
Mana Points (MP):
1500/1500  (1500/1500)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena para Armas de Curta Distância

Mensagem por Convidado em Sex Fev 12, 2016 1:38 pm

Avaliação


Olá, Killian. Acredito que essa seja a primeira vez que avalio algo seu.
Você possui um vocabulário regular, o que lhe permite expressar emoções ou descrever cenários com um pouco de facilidade. Contudo, houve repetição, principalmente do seu nome que pude encontrar vinte e duas vezes nesse texto com menos de mil palavras. Evite cometer esse erro nas próximas vezes.
Há um sério problema na sua pontuação e eu posso arriscar dizer que ainda não compreende muito bem quando se deve ou não usar a vírgula.

“Ambos já estavam posicionados quando Killian retira sua espada da bainha e avança para cima do semideus, este mesmo semideus que utilizava um escudo e uma espada, Killian faz o primeiro golpe [...]” — Após a segunda “espada” nessa frase, deveria ter utilizado o ponto final. Além desse erro, podemos perceber a repetição de palavras que eu havia comentado.

Evite fazer parágrafos muito grandes, pois eles cansam o leitor e, na maioria dos casos, são desnecessários. O mesmo vale para frases.
Revise mais os seus treinos e estude um pouco sobre os sinais de pontuação.

80 de XP
-20 de HP
-20 de MP

Atualizado por dark side


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena para Armas de Curta Distância

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum