Anfiteatro

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Anfiteatro

Mensagem por Big boss em Dom Maio 17, 2015 4:02 pm


Anfiteatro

Para aqueles que procuram a arte de atuar, o anfiteatro é o lugar certo para se visitar. Possuí a forma de um coliseu, embora seja menor e mais baixo. Ao meio há um palco cujo todos os equipamentos são magicamente alterados para tornar-se da maneira em que os semideuses desejarem.

avatar
Big boss

Mensagens : 204
Data de inscrição : 11/05/2015

http://rpgargentum.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Drake Saltzman em Seg Jul 27, 2015 4:58 pm



Imagine um título legal pra caralho aqui

Nyx cobria o Acampamento Meio-Sangue com seu véu negro salpicado de estrelas, e a lua cheia brilhava através da bênção de Ártemis. A maioria dos campistas logo se dirigiria aos seus respectivos chalés, mas Drake fazia o contrário. Sem nada para fazer por lá, saíra do chalé dezesseis sem levar arma alguma, trajando apenas uma camiseta branca e calça black jeans , além de suas botas também pretas. Ventos gélidos passavam pelo semideus, que por prevenção carregava em um de seus ombros uma jaqueta.

Não tinha rumo, apenas queria um lugar sem todo aquele movimento típico do acampamento. Após um bom tempo caminhando e desviando de atenções alheias, o meio-sangue adentrara no anfiteatro. Mais ninguém estava ali - provavelmente as proles do deus do sol, entre outros amamentes do teatro, estavam ensaiando ou descansando para suas peças, ou até mesmo haviam entrado porque não eram criaturas da noite. O filho de Nêmesis sentou em uma das inúmeras cadeiras ali existentes, bem na última fileira, lá no fundo, onde seria menos visível. Tirou de seu bolso um cigarro e um isqueiro, ambos "contrabandeados". E ali ficou, apreciando aquele cenário vazio enquanto tentava também esvaziar sua própria mente.






I've got a wicked demon
And his hunger never fades
◀️▶️
avatar
Drake Saltzman

Mensagens : 86
Data de inscrição : 23/07/2015
Idade : 21
Localização : Quer um GPS?

Ficha de Personagem
Nível: 25
Health Points (HP):
200/340  (200/340)
Mana Points (MP):
185/340  (185/340)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Cassie Hudsson em Seg Jul 27, 2015 5:36 pm

Sociopaty


A escuridão estendeu-se pelo seu quarto, como uma velha amiga que sempre acolhera. Cassandra reconheceu os suaves passos que perambulavam o solo de seu chalé, arrastando correntes grossas e nunca vistas. Não parecia ser uma noite diferente das outras, embora uma parte de si parecesse notar um detalhe antes nunca visto.

Levantou-se, pois já não conseguiria dormir com tantas almas lhe circundando. Vestira suas calças negras, e calçara nos pés os coturnos desgastados. A camisa do Acampamento caía sobre seu corpo quase como um vestido, consequências do peso excessivo que perdera nos últimos meses que estivera por ali. Não fazia a menor ideia de onde estava a ir, mas sabia que em seu quarto não poderia mais ficar.

Perambulou por um tempo, observando os detalhes de cada chalé. Certamente eram bem bonitos em comparação ao de Melinoe, que pouco se importara em pelo menos acrescentar uma cor viva. Decidira então se aconchegar nas arqui-bancadas do anfiteatro, que presumia estarem vazias pelo tardar da noite. Assim sendo, tomou rumo ao seu destino.

Cassie hesitou ao perceber uma silhueta solitária, bem ao alto, com um objeto bastante familiar entre os dedos. Ela dera a volta em silêncio, atravessando os sólidos com facilidade, e pairando ao lado do garoto. Ele não a notara ali. Se havia algo em que Cassie Hudsson fosse boa, era no dom de tornar-se invisível mesmo assim não estando.

— A maioria dos garotos utiliza do cigarro em função de sua reputação — Falou de repente, observando as estrelas que se alinhavam ao céu — Sabe, para conquistar garotas. Particularmente, eu acho que eles persistem nesse método pois o cigarro já detonou boa parte do metabolismo deles, deixando-os tão desinteressantes quando no principio.



and if you hurt me, thats okay babe, only words bleed
avatar
Cassie Hudsson

Mensagens : 32
Data de inscrição : 15/05/2015

Ficha de Personagem
Nível: 11
Health Points (HP):
120/200  (120/200)
Mana Points (MP):
105/200  (105/200)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Drake Saltzman em Seg Jul 27, 2015 7:17 pm



Imagine um título legal pra caralho aqui

Um bom tempo se passara, e Drake poderia ficar a noite toda ali, com aquele cigarro na boca, sentado sozinho naquela brisa fresca. Preferia mil vezes a noite do que o dia, por inúmeros motivos. Mas, acima de tudo, essa paixão noturna era algo instintivo. Ele estava acostumado com o clima de Paris, já enfrentara por diversas vezes seu inverno e a jaqueta não lhe era necessária. A substância que pendia em sua boca queimava, e a fumaça se misturava ao vento. Até que, sutilmente, ouvira uma voz.

De primeira, sua mente processou um "fodeu". Poderia ter sido encontrado, e  talvez estaria encrencado - tanto por estar fumando quanto por não estar em seu chalé. Entretanto, não era Quíron, já que a voz era feminina - ou então o centauro virava Drag Queen à noite. Poderia ser uma harpia, mas ao prestar atenção naquela mesma voz, soube que a situação era outra. Uma garota, de pele clara e longos cabelos lisos aparecera perto do meio-sangue. Perguntou-se mentalmente o porquê de alguém querer se aproximar dele, mas talvez estivesse ali pelos mesmos motivos que ele: o tédio e o fato de se sentir deslocado junto àquela multidão de bastardos.

- Não preciso de um pedaço mínimo de papel e pó para isso. - Expeliu a fumaça pela sua boca, dando uma última tragada no cigarro. - Drake Saltzman, filhote da Nêmesis. - Apagou o cigarro e o jogou em qualquer canto entre as cadeiras, onde ficaria escondido abaixo delas. "Então além de bonita é esperta", pensou consigo mesmo, segurando um sorriso. - O que a trouxe até aqui, Hater de Nicotina?






I've got a wicked demon
And his hunger never fades
◀️▶️
avatar
Drake Saltzman

Mensagens : 86
Data de inscrição : 23/07/2015
Idade : 21
Localização : Quer um GPS?

Ficha de Personagem
Nível: 25
Health Points (HP):
200/340  (200/340)
Mana Points (MP):
185/340  (185/340)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Cassie Hudsson em Seg Jul 27, 2015 11:51 pm

Sociopaty


Certa vez, seu pai— o adotivo, deve-se recordar—lhe dissera que a noite poderia vir a ser sua melhor amiga, se assim quisesse. Uma filha da escuridão era muito pouco procurado por mentes maliciosas e maldosas, e tão pouco parecia agradável para uma conversa. Cassie jamais soube se isto fora um elogio, ou talvez uma pequena indireta para seus comentários irritantes na mesa de jantar aos sábados.

— Vejo que possuí um grande ego, filho de Nêmesis— Cassandra abrira um sorriso frio, o mais gentil que conseguira— Eu sou Cassie Hudsson, do chalé de Melinoe. Embora eu tenha mais afeição pelo o meu pai, Tártaro, do que por uma mãe que nem ao menos me manda doces no meu aniversário. Sabe como é, eu amo doces.

Não pode conter o riso pelo apelido que o garoto inventara. Cassie não sabia muito bem como socializar-se, em função de que seus únicos amigos no acampamento eram Abby, Ethan e Theodore. De vez em outra conhecia alguém que se demonstrava próximo para uma futura amizade, entretanto, sempre havia algum pequeno detalhe que os fazia se desinteressar. Talvez fosse suas sinceras palavras, ou o modo como não demonstrava seus sentimentos mais íntimos.

— O que eu vim fazer aqui? — A garota mordeu o próprio lábio, observando-o de canto — Eu não me sinto bem em meu chalé. Não gosto dos barulhos e ruídos. E aqui fora é tudo mais calmo quando todos estão dormindo. Consigo pensar, decidir coisas que ao dia parecem impossíveis. Mas e você?



and if you hurt me, thats okay babe, only words bleed
avatar
Cassie Hudsson

Mensagens : 32
Data de inscrição : 15/05/2015

Ficha de Personagem
Nível: 11
Health Points (HP):
120/200  (120/200)
Mana Points (MP):
105/200  (105/200)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Drake Saltzman em Ter Jul 28, 2015 12:25 am



Imagine um título legal pra caralho aqui

Outra brisa fresca fora soprada ali, e Saltzman se ajeitou em sua cadeira. A garota era um tanto estranha para ele, talvez pelo seu excesso de sinceridade - que por vezes parecia chegar a paranóia. A prole da vingança pigarreou olhando para a lua.

- Se meu ego fosse tão grande assim eu estaria em Paris matando uma vadia louca que estragou minha vida. Se bem que a parte de matá-la é interessante. - Tentou conter outro sorriso. Lemnrara-se de Jane, uma mulher movida pela fome de poder, que fora responsável pela quase morte do francês.

A resposta da semideusa não era muito diferente da sua. Dois semideuses deslocados e, seus chalés procurando um lugar para passar a noite. Poderia até soar estranho, mas Drake já nem se importava mais com nada. Só queria voltar a se sentir bem.

- Praticamente a mesma coisa que você. - Direcionou seus olhos à garota. - Mas você sabe que te verem aqui tu tá ferrada, né?






I've got a wicked demon
And his hunger never fades
◀️▶️
avatar
Drake Saltzman

Mensagens : 86
Data de inscrição : 23/07/2015
Idade : 21
Localização : Quer um GPS?

Ficha de Personagem
Nível: 25
Health Points (HP):
200/340  (200/340)
Mana Points (MP):
185/340  (185/340)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Cassie Hudsson em Ter Jul 28, 2015 12:31 pm

Sociopaty


Cassandra não pudera evitar um riso baixo pela resposta do semideus.

Percebera tarde demais que a noite estava fria, e que deveria ter trazido pelo menos um casaco ou moletom. A garota moveu-se em seu banco, levando o rosto em direção a uma das mãos — Deseja vingança, isso não é surpresa alguma. Queria eu pensar assim, mas francamente, eu não me importo nem um pouco com o que acontecera no meu passado.

As incontáveis vezes que sorrateiramente invadira os campos de morango lhe ensinaram uma questão valiosa. Cassie poderia vir ou voltar, mas de certo modo ninguém jamais a encontrava realmente. Abrira um sorriso, este mais pequeno e tímido, embora não tenha percebido que assim fizeste — Eu não sei você, mas minha mãe é a rainha dos fantasmas. Eu posso me esconder do outro lado tempo o suficiente para que Quiron dê meia volta e vá embora. E eu acho que ele sempre soube de minhas fugidas, e compreende elas.



and if you hurt me, thats okay babe, only words bleed
avatar
Cassie Hudsson

Mensagens : 32
Data de inscrição : 15/05/2015

Ficha de Personagem
Nível: 11
Health Points (HP):
120/200  (120/200)
Mana Points (MP):
105/200  (105/200)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Drake Saltzman em Ter Jul 28, 2015 6:26 pm



Blá blá blá

A garota sorriu com seu comentário, e sua resposta deixava evidente a diferença entre ambos. Entretanto, admirava o fato de ela conseguir deixar o passado de lado. Por mais que desejasse o mesmo, Saltzman não conseguiria esquecê-lo. Talvez fosse apenas carma, talvez porque um filho da deusa da vingança não deveria deixar o que aconteceu para trás. Afinal, a balança do presente tinha dois lados: pretérito e futuro.

- Deve ser da minha natureza isso de remoer o passado e buscar vingança. Até porque sou filho de tal deusa. Mas, sinceramente, eu só queria deixar tudo de lado e viver em paz. Mas sempre que tento isso, dá alguma merda e vem a lembrança de que eu tenho que fazer isso. - Suspirou, estudando as estrelas.

Não fazia muito tempo que ingressara ao acampamento, e também não chegara a ter muita coisa vivida ali. Provavelmente Cassie tinha mais experiência naquele lugar que ele, até pela naturalidade que chegou ali e pelo jeito que falava. Um sorriso escapou de seus lábios ao ouvir o último comentário dela. Drake se perguntara se ela estaria com frio daquele jeito, e como não estava utilizando sua jaqueta, estendeu-a para a semideusa.

- Não costumo ser tão bonzinho assim. - Sorriu. - Pode pegar, não tem uma bomba atômica aí dentro.







I've got a wicked demon
And his hunger never fades
◀️▶️
avatar
Drake Saltzman

Mensagens : 86
Data de inscrição : 23/07/2015
Idade : 21
Localização : Quer um GPS?

Ficha de Personagem
Nível: 25
Health Points (HP):
200/340  (200/340)
Mana Points (MP):
185/340  (185/340)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Cassie Hudsson em Ter Jul 28, 2015 9:00 pm

Sociopaty


Cassie abriu um sorriso tímido, levando suas mãos em direção a jaqueta do garoto. Ela não gostava de que os outros doassem suas coisas para que ela se sentisse assim melhor, mas apreciou de todo o coração o gesto do garoto, embora ela jamais fosse comentar isso em voz alta.

— O que aconteceu, afinal?— Perguntou curiosa, enquanto vestia a jaqueta — Quer dizer, o que aconteceu para que essa sede de vingança começasse?

Cassandra focara no horizonte, recordando-se da própria história. Não era lá algo para se lembrar, e por anos lutara contra isso. Jamais pensou em uma vingança, talvez por que não se importava sinceramente com aquilo que perdeste. Não era uma garota de muitos pertencentes, e nem fazia questão para isso — Se eu pudesse voltar no tempo, eu acho que tentaria impedir a morte de meu pai, embora isso seja muito improvável. Mas fora isto, não há nada para me vingar. Minha vida é tão vazia quanto eu própria.



and if you hurt me, thats okay babe, only words bleed
avatar
Cassie Hudsson

Mensagens : 32
Data de inscrição : 15/05/2015

Ficha de Personagem
Nível: 11
Health Points (HP):
120/200  (120/200)
Mana Points (MP):
105/200  (105/200)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Drake Saltzman em Qua Jul 29, 2015 1:53 am



Blá blá blá

O fato de Cassie aceitar a jaqueta oferecida deixara o filho de Nêmesis menos desconfortável. Não que ela estivesse o fazendo mal, mas era a primeira pessoa que conhecia ali. E também porque ele mesmo não tinha muitas relações com outras pessoas. O semideus se ajeitou em sua cadeira, e então olhou para a garota. Viu o cabelo castanho caindo parcialmente sobre a pele clara, que contratava com a jaqueta preta.

- Não chega a ser nada tão espetacular assim. Talvez seja só pela minha natureza vingativa mesmo. - Ele respirou fundo, lembrando-se de cada dia que passara na capital francesa. De sua vida segregada em duas fases, e de todo o inferno que passara até chegar ao Acampamento Meio-Sangue. - Meu pai era ator e músico, tinha sua famazinha lá pela França. Apesar de ter a vida corrida, sempre que podia me dava atenção. Mas aí uma mulher destruiu tudo. Clássico protótipo de interesseira, porém geneticamente modificada em um nível além. Depois que ela apareceu, o pouco tempo que tinha com meu pai sumiu. E também não sabia nada sobre minha mãe. Tava afastado do resto da família, sabe como artista é, e também não tinha amigos... quer dizer, tinha uma amiga, que morreu. Mas enfim, o resto daquele povo que estudava comigo ou morava perto era só cuzão besta porque tinha grana. E aí acabou que ela mandou assassinarem meu pai, eu meio que vi a cena... e por pouco não fui o próximo da lista. Aquela vadia psicopata queria poder, e fazia de tudo para eliminar a concorrência. Usava aquele par de pernas mais rodadas que roleta de ônibus pra dar uma de viúva negra. - Fizera uma pausa, percebendo que aquilo já estava virando um discurso e que talvez não fosse tão interessante para a filha de Melinoe. - Bem, eu só quero botar aquela vira-lata no lugar dela. Sei que deveria seguir minha vida, mas eu não sei explicar. É como se fosse um senso de justiça que me movesse.

Então Saltzman voltou a fitar aquele céu noturno, se perguntando se realmente deveria seguir aquilo que pensava. Mas Jane fora responsável por muita coisa - inclusive pela criação de seu outro lado, deixando-o com um anjo e um demônio dentro de si -, e uma prole da deusa da vingança que se prezasse não deixaria barato. Mas tudo que fez por fim foi suspirar novamente, acreditando que uma hora chegaria a uma solução. O futuro era incerto, e o passado poderia ser deixado de lado, como a própria Cassie fizera. Talvez a balança do presente fosse apenas uma imagem abstrata que não representava a realidade. Talvez o que você é não depende do que era ou será.

- Aprendi com um deus que às vezes a morte é necessária. Por mais que tenha doído, se não fosse por isso não estaria aqui. Talvez estivesse onde ele tá agora, ou então ainda seria aquele garotinho fraco. - Mantinha sua expressão facial séria, mas ao prestar atenção no que disse, sorriu para a garota, tentando tirar a tensão que havia criado. - Não que isso sirva pra você e seu pai, até porque não sei o que rolou entre vocês. Mas acho que não mudaria nada. Mas e aí, me diz mais sobre você. Sua história, o que gosta e o que mais estiver a fim de falar.







I've got a wicked demon
And his hunger never fades
◀️▶️
avatar
Drake Saltzman

Mensagens : 86
Data de inscrição : 23/07/2015
Idade : 21
Localização : Quer um GPS?

Ficha de Personagem
Nível: 25
Health Points (HP):
200/340  (200/340)
Mana Points (MP):
185/340  (185/340)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Cassie Hudsson em Qua Jul 29, 2015 2:21 am

Sociopaty


Cassandra permaneceu em silêncio. Compreendia as necessidades de vingança do garoto, que possuía história tão similar a sua. Mas Cassie persistia em uma diferença; Por mais obscuro que fosse as linhas de seu passado, elas já haviam atravessado seu caminho, e era de fato muito estúpido fazer uma curva e reviver todo o caminho de volta.

— Sinceramente? — A garota aperta a jaqueta de encontro ao corpo — Eu acho que deveria se vingar. Sério mesmo. Deveria pegar suas armas, um pégasos, e viajar diretamente para a França, encontrar essa vadia e arrancar sua garganta. Pelo menos seria isto que eu faria caso estivesse em seu lugar.

Ninguém jamais perguntara sobre o passado da garota. Um silêncio profano pairou ao ar, enquanto a menina inclinava seu corpo para frente, encarando as próprias pálidas mãos. O toque frágil de seu coração, o ponto em que seu cérebro falhava, e todas as palavras inteligentes escapavam de seus lábios. Era tão mais fácil ser Cassie Hudsson, filha de Melinoe e adotada de Tártaro, do que ser quem ela já fora.

— Meu pai morreu quando eu tinha 14 anos— Falou, embora não o encarasse —De câncer terminal. Talvez não pareça muito, mas para mim era como se uma vadia tivesse arrancado seu coração fora, e soterrado ele até que seus pulmões se enchessem de terra. Eu fui obrigada a deixar a Bulgária, e a viver sobre as ruas. Fui adotada, claro, mas meus pais adotivos foram mortos pelo meu meio irmão, e eu novamente fui abandonada, como em todas as vezes em que encontrei uma parte de amor.

Abriu um sorriso, observando o garoto de canto — Mas isso já não importa mais, por que agora eu estou aqui. Onde eu posso roubar morangos e fugir de monstros. Quase um paraíso.



and if you hurt me, thats okay babe, only words bleed
avatar
Cassie Hudsson

Mensagens : 32
Data de inscrição : 15/05/2015

Ficha de Personagem
Nível: 11
Health Points (HP):
120/200  (120/200)
Mana Points (MP):
105/200  (105/200)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Drake Saltzman em Qua Jul 29, 2015 3:24 am



Blá blá blá

Ficara impressionado por ela ter-lhe motivado em seu instinto vingativo. O meio-sangue arqueou as sobrancelhas e sorriu novamente. Seus olhos eram voltados à garota que o acompanhava naquela noite, e ficou ainda mais surpreso ao perceber que seu passado não era tão diferente do dele. Se Drake tivesse que julgar Cassie sem antes conhecê-la, apenas pela aparência, não diria que passava de um rostinho bonito, diferente da imagem que a mesma passara. Ela era forte.

"Amor". Aquela era uma questão difícil para o filho da deusa da vingança. Se não fosse pelo seu próprio pai, nunca teria sentido isso por todas as suas quase duas décadas de vida. Ele se inclinou também ali, como se estivesse em posição fetal.

- Eu sei que um dia vai encontrar alguém que a ame. Acredite, é a palavra de uma prole de Nêmesis, que faz mais do que punir as pessoas. Não que chegue perto de um filhote da Afrodite ou do Eros, tampouco de Apolo pra saber isso, mas... - O jovem francês não conseguiu segurar um fraco sorriso, meio torto, daqueles de canto de boca, porém sincero. - Também não tenho muita experiência com isso. Enfim, o fato é que podemos apreciar essa maravilhosa vida sobrevivendo fugindo de monstros enquanto tivermos vigor para tal. Até que é trágico e cômico ser um semideus.







I've got a wicked demon
And his hunger never fades
◀️▶️
avatar
Drake Saltzman

Mensagens : 86
Data de inscrição : 23/07/2015
Idade : 21
Localização : Quer um GPS?

Ficha de Personagem
Nível: 25
Health Points (HP):
200/340  (200/340)
Mana Points (MP):
185/340  (185/340)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Cassie Hudsson em Qui Jul 30, 2015 12:41 pm

Sociopaty


Cassie não acreditava em amor, para ser sincera.

É claro que amava seu pai, o atual, no caso. Embora ele sempre fosse tão bom para ela, ainda sim persistia um lado mais escuro, que o fazia frio e distante. Imaginava que os filhos merecessem um certo carinho, algo que os provasse que não estavam sozinhos. Tártaro não fazia questão nem de um abraço. Cassie também não, mas gostaria de saber que possuía essa alternativa.

— Creio que sim  — A garota sorrira, deste vez com maior vontade  — Na realidade, nem me preocupo com isso. Quer dizer, para que amar se no fim todos vão sair machucados? Prefiro desta forma, meio distante de todos, assim quem não sai machucada ao final, sou eu. Tecnicamente, o amor é apenas uma sensação criada pelos lobos do cérebro, mais precisamente o sistema límbico. Assim como qualquer outro órgão do corpo, o cérebro falha, assim também o amor.

Não conseguiu se conter. Cassie inclinou-se para frente, começando a rir freneticamente  — Me desculpa, me desculpa. Não consigo me segurar.




and if you hurt me, thats okay babe, only words bleed
avatar
Cassie Hudsson

Mensagens : 32
Data de inscrição : 15/05/2015

Ficha de Personagem
Nível: 11
Health Points (HP):
120/200  (120/200)
Mana Points (MP):
105/200  (105/200)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Drake Saltzman em Sex Jul 31, 2015 6:34 pm



Blá blá blá

Saltzman ficou quieto por um tempo, refletindo o próprio comentário e cogitando também a resposta da garota. Até que ponto seu transtorno de dupla personalidade continuaria ali, provocando inúmeras guerras civis constantes em sua mente? Um lado seu acreditava no amor, mas outro dizia que aquilo não existia. Era como se tivesse um yin-yang dentro de si. Será que era carma de filho de Nêmesis aquilo de enxergar os dois lados? Preferiu deixar tudo aquilo para lá, como um grande "foda-se mental". Afinal, Drake fora assim a maior parte de sua vida para tudo. Apenas foda-se. Porque um filho da deusa da vingança e um ceifador não deveria ter a mente bagunçada.

Então veio uma risada, algo que não pôde ser contido, o que o fez voltar à realidade. Uma mini-aula de biologia. Nada melhor para completar a noite de tédio.

- Então além de hater de nicotina você é a nerdzinha do acampamento? - Sorriu ao provocá-la. - Achei que fosse filha de Melinoe, não Atena.







I've got a wicked demon
And his hunger never fades
◀️▶️
avatar
Drake Saltzman

Mensagens : 86
Data de inscrição : 23/07/2015
Idade : 21
Localização : Quer um GPS?

Ficha de Personagem
Nível: 25
Health Points (HP):
200/340  (200/340)
Mana Points (MP):
185/340  (185/340)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Cassie Hudsson em Sab Ago 01, 2015 12:40 pm

Sociopaty


Cassie permaneceu rindo por mais alguns minutos, o que provavelmente deve ter acordado boa parte do acampamento, pois sua risada era alta e um pouco— talvez muito —escandalosa.

— Eu não sou nerdzinha  — A garota sorrira, o empurrando de leve para trás — Por que? Isso é intimidante? Sente-se retraído por estar perto de uma garota mais inteligente que você?

Cassie achou tudo um pouco estranho demais. Era a primeira vez em milênios que realmente estava rindo com alguém que conhecera a tanto pouco tempo, e bota o pouco de tempo nisso. Mas ela gostava de Drake— não daquele jeito, é claro. Havia algo nele interessante, que a fazia pensar se talvez não se tornassem grandes amigos após aquela noite. Ela gostaria, era sempre bom fazer novos amigos, ainda mais quando tinha poucos.

— Qual é esse preconceito por eu não ser filha de Atena?— A menina riu, remexendo-se no banco — Ok, tudo bem que elas herdaram a sabedoria de Atena, mas isso não significa que outras pessoas não possam se dedicar ao próprio desenvolvimento mental.




and if you hurt me, thats okay babe, only words bleed
avatar
Cassie Hudsson

Mensagens : 32
Data de inscrição : 15/05/2015

Ficha de Personagem
Nível: 11
Health Points (HP):
120/200  (120/200)
Mana Points (MP):
105/200  (105/200)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Drake Saltzman em Dom Ago 02, 2015 5:20 pm



Blá blá blá

"Até que a maluquinha é legal", ele pensou. Uma garota legal, inteligente e bonita ali, ao seu lado? Aquilo poderia ser só mais um truque da sua mente, mas ele sabia que aquilo era real. Sentia que, de alguma forma, os dois eram parecidos.

- Intimidante? Você? - o filho de Nêmesis deu uma gargalhada após respondê-la, logo depois se contendo para não chamar mais atenção ainda. Ele virou para a garota, e foi até seu ouvido. - Eu não sou retraído nem pela morte, cher. - Sorriu, voltando à posição anterior.

O Ceifador não sabia até quando ficaria ali, embora soubesse das consequências se ambos fossem encontrados. Mas ela havia lhe dito que tinha como escapar, e ele também tinha seus truques. Além disso, se sentia bem ao lado da filha de Melinoe. Era estranho? Era estranho. E muito. Mas a prole da deusa dos fantasmas era a única pessoa até então que tinha proximidade ali dentro. E também porque a outra opção seria continuar deitado no chalé dezesseis esperando o tempo passar. O que deixava a noite toda reservada àquele anfiteatro - ou qualquer outro lugar interessante.

- "Mas isso não significa que outras pessoas não possam se dedicar ao próprio desenvolvimento mental." - A cria da deusa da vingança repetiu as palavras da meio-sangue, tentando imitar sua voz e procurando parecer o mais sofisticado possível. - Olha, eu mesmo sei de umas paradas porque estudei e tal, mas você não precisa ser a intelectual filha de Stephen Hawking com Atena e que tem três doutorados de Oxford, né? - Segurou uma risada ao implicar novamente com ela.







I've got a wicked demon
And his hunger never fades
◀️▶️
avatar
Drake Saltzman

Mensagens : 86
Data de inscrição : 23/07/2015
Idade : 21
Localização : Quer um GPS?

Ficha de Personagem
Nível: 25
Health Points (HP):
200/340  (200/340)
Mana Points (MP):
185/340  (185/340)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Cassie Hudsson em Sex Ago 07, 2015 11:59 pm

Sociopaty


Cassie abrira um sorriso pela a resposta bem formulado do semideus. Não era nem retraído pela morte? Talvez Drake não tivesse notado ao momento, mas ele estava falando com uma parte da morte naquele instante. Ao invés de retrucar, a prole de Melinoe deixou-se levar em um suspiro demorado.

— Muito engraçadinho você— Cassandra revirou os olhos, terminando em um riso baixo e pequeno — Eu não passei minha vida estudando, ou algo deste tipo. Eu sempre fui inteligente, simplesmente sendo.

Trouxe os joelhos para perto do corpo, os apertando com força. Fazia isto com frequência, embora fosse por impulsão. Era como abraçar a si mesma e  relembrar que mesmo que todos a abandonassem, ainda possuía seu próprio espirito. Um sorriso gentil formara-se nos lábios da semideusa— Mas não espalhe, ok. Não quero que descubram que eu tenho este meu lado intelectual. Prefiro que pensem que sou uma rebelde solitária.

Cassie não pode conter o riso com sua última frase. Era tão patética quanto a pessoa que havia lhe falado.




and if you hurt me, thats okay babe, only words bleed
avatar
Cassie Hudsson

Mensagens : 32
Data de inscrição : 15/05/2015

Ficha de Personagem
Nível: 11
Health Points (HP):
120/200  (120/200)
Mana Points (MP):
105/200  (105/200)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Meredith Grimwartt em Sab Out 24, 2015 5:01 am



THE NIGHT IS DARK


O anfiteatro estava praticamente vazio naquele horário, o que possibilitava que o murmúrio da brisa pudesse ser ouvido com mais facilidade. Assim como os passos ritmados que uma silhueta fazia por entre as arquibancadas. A prole de Hécate sorriu levemente, apertando o grosso livro de capa escurecida que trazia entre o peito.  Para quem não compreende os ramos da magia, poderia parecer apenas um livro comum, com desenhos e escrita incomuns, uma vez que grande parte das anotações ali estavam rabiscadas  pela semideusa, tornando aquele livro único para si. Todavia, para a dona do objeto, ele lhe era mais do que especial. Parecia conter, até mesmo, uma pequena parte de si própria em cada palavra escrita naquelas folhas claras.

Inconscientemente, a garota estava a procura de algum lugar onde pudesse ficar sozinha, de forma de nenhum outro alguém pudesse lhe atrapalhar. Com certa alegria, acabou rumando em direção ao anfiteatro, encontrando uma quantidade quase mínima de semideuses por ali. Ela então, sentou-se em uma das arquibancadas e abriu o grande livro, pegando a caneta que estava juntamente com ele e começando a escrever avidamente sob as folhas de papel.
AND FULL OF TERRORS


THIS AIN'T NO PLACE FOR NO HERO, THIS AIN'T NO PLACE FOR NO BETTER MAN, THIS AIN'T NO PLACE FOR NO HERO TO CALL HOME


avatar
Meredith Grimwartt

Mensagens : 16
Data de inscrição : 27/05/2015

Ficha de Personagem
Nível: 1
Health Points (HP):
85/100  (85/100)
Mana Points (MP):
90/100  (90/100)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Leonard Slytherin em Qua Fev 03, 2016 3:25 pm



THE RULES OF THE GAME
SHOULD I PLAY OR SHOULD I QUIT?

—Esplêndido...— Eu disse com minha essencial e indispensável ironia icônica enquanto descia as escadas do anfiteatro. Todo o meu luxo pareceu descer pelo ralo como água perrier vencida quando vim parar nesse lugar estranho e um tanto exótico demais para meu gosto. Depois da morte dos meus avós e meu forçado retorno aos EUA, a viagem ao novo mundo transformou-se na viagem para o mais antigo mundo. Deuses, monstros, batalhas e o pior de tudo... Minha mãe. Claro que minha particular personalidade superior e beleza naturalmente estonteante não viriam simplesmente de uma mortal qualquer que teria me abandonado, mas da deusa da riqueza e da sorte, Tique. Mas até onde isso poderia ser útil sem o perfeito estilo de vida ao qual eu estava tão naturalizado?
Caviar virou churrasco grego, scones viraram frutas silvestres, chá inglês transformou-se em água de rio. Nada mais fazia sentido, eu não havia nascido para ser um guerreiro, não havia nascido para arriscar minha vida como só mais um em um exército. Eu não conhecia aquelas pessoas, por que lutaria com elas? Ou pior... Por elas? Não, isso não! Eu precisava relaxar, pensar! Afinal, simplesmente ser quem sou já significava vantagem e com isso eu poderia me tranquilizar. A vida em todos os aspectos é um jogo, eu só precisaria entender as regras do jogo atual e ter sorte o suficiente para sair por cima. Alguns jovens passavam de lá para cá com suas roupas leves, hematomas, cicatrizes de batalha e horríveis camisas laranja de acampamento. Eu me recusava a aderir ao estilo campista/caipira, mantendo meus sapatos sociais de couro preto, calças de linho da mesma cor, camisa branca de algodão italiano e colete preto com botões dourados (esperando que nenhum deles resolvesse me despir ali mesmo, visto o comportamento selvagem que exibiam).
Puxei meu fiel baralho do bolso interno do colete, sentando-me numa parte isolada na arquibancada do anfiteatro e brincando com as cartas como de costume. Jogava-as de uma mão para a outra, abria em leque e recolhia novamente, conseguia até jogar algumas para cima e recuperar como em um malabarismo, era minha melhor diversão no momento. Talvez a única diversão por ali. Mas eu encontraria um propósito, um mundo tão vasto e cheio de possibilidades como o que se abria diante de mim tinha tudo o que eu poderia precisar para prosperar, num passo de cada vez. E o primeiro passo parecia ser brincar com cartas num anfiteatro vazio e reclamar da vida. Realmente eu estava progredindo.



Ω


Leonard Slytherin

Son Of Tyche,
The Golden Prince!
credits @
avatar
Leonard Slytherin

Mensagens : 6
Data de inscrição : 31/01/2016
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha de Personagem
Nível: 1
Health Points (HP):
100/100  (100/100)
Mana Points (MP):
100/100  (100/100)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Madison Köhler Schmittel em Qua Fev 03, 2016 4:22 pm




runaway




I wanna run away anywhere out this place I wanna run away... give it all away catching fire as the wind blows
Madison estava cansada, física e psicologicamente.

Já não conseguia mais dormir e com isso, se tornava impossível treinar também. Achava que estava livre do passado, que já tinha sido capaz de superar e seguir em frente. Mas não era bem assim que as coisas funcionavam... A vida parecia gostar de pregar peças na loira, fazendo-a achar que estava bem para logo depois deixá-la louca.

As coisas só pareciam piorar a cada minuto. Ainda mais agora com a possível ameaça de um apocalipse, ela tinha prometido que iria ajudar com qualquer coisa que precisassem. Entretanto, já não tinha mais tanta certeza de que estaria apta para tal ajuda. Caminhava pelo acampamento como se nada estivesse acontecendo. Madison tinha esse péssimo hábito, o de manter a calma e ignorar os problemas mesmo que esses estivessem bem diante de seu nariz.

Ela se sentia ainda pior ao ver os outros correndo desesperados em busca de treinos e mais treinos. Uma tentativa desesperada de guardar forças para o que estava por vir. Se sentia mal por ver todos trabalhando enquanto ela  só queria pegar suas coisas e fugir dali para qualquer outro lugar. O problema era que ela não tinha para onde ir e não poderia abandonar aqueles que haviam dado uma casa para ela quando mais precisou.

Seus olhos percorreram todo o anfiteatro até que algo chamou sua atenção. Franziu a testa ao analisar o garoto sentado nas arquibancadas, isolado e tão bem vestido que nem parecia pertencer aquele lugar. Não hesitou em andar até ele, estava curiosa. Se ele era um semideus por que não estava vestindo a camisa laranja? Não precisou dar muitos mais passos para notar a aura sou filhinho de papai que emanava do rapaz. E isso só fez com que se aproximasse ainda mais.

— Não te deram a blusa laranja do acampamento ou você não quis usar por que é horrível demais para você? — Perguntou, chamando a atenção do menino enquanto cruzava os braços e deixando que um sorriso descontraído se formasse em seus lábios.







 MADISON KÖHLER SCHMITTEL
That’s people. We arrive, we consume what we need, then we leave.
avatar
Madison Köhler Schmittel

Mensagens : 53
Data de inscrição : 24/05/2015
Idade : 18
Localização : Me procura num GPS

Ficha de Personagem
Nível: 9
Health Points (HP):
155/180  (155/180)
Mana Points (MP):
150/180  (150/180)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Leonard Slytherin em Qua Fev 03, 2016 7:18 pm



THE RULES OF THE GAME
SHOULD I PLAY OR SHOULD I QUIT?

De repente, quando eu tentei o duplo giro com o baralho de uma mão à outra, uma voz feminina surgiu do completo nada juntamente com sua dona. Uma garota loira com a camisa do acampamento fez questão de se materializar à minha frente e trazer alguns milissegundos de pânico ao meu dia.
—Aaah!!— Gritei, expressando meu espanto quando todas as cartas foram para o ar. Rapidamente e talvez de maneira um pouco atrapalhada, consegui pegá-las antes que chegassem ao chão em movimentos que não tinham habilidade, mas pura sorte. Me recompus sem pensar duas vezes, afinal não poderia me rebaixar a um moleque assustado com tanta facilidade. Pigarreei um pouco e deixei minhas mãos livres enquanto dançavam com as cartas (uma compulsividade pessoal, diga-se de passagem).
— Minhas atuais dificuldades não envolvem roupas, mas obrigado por perguntar. — Reparei melhor nela, mas como analisar pessoas nunca fora a minha especialidade, só podia ver o mistério em seus olhos e o poder na sua atitude. Parecia interessante.
— Não conheço muito desse lugar. Me colocaram no jogo sem ensinar as regras, eu acho. —
Não sei até onde o irritante se diferenciaria do interessante ao conversar com uma pessoa nova. Mas, quem sabe? Seria bom me distrair um pouco. Voltei minha atenção para as cartas, pegando a primeira do baralho. Era a rainha de ouros. Comparei aquilo à situação e aguardei mais um comentário da minha nova "amiga".



Ω


Leonard Slytherin

Son Of Tyche,
The Golden Prince!
credits @
avatar
Leonard Slytherin

Mensagens : 6
Data de inscrição : 31/01/2016
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha de Personagem
Nível: 1
Health Points (HP):
100/100  (100/100)
Mana Points (MP):
100/100  (100/100)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Madison Köhler Schmittel em Qua Fev 03, 2016 8:19 pm




runaway




I wanna run away anywhere out this place I wanna run away... give it all away catching fire as the wind blows
Arqueou a sobrancelha diante do grito que o engomadinho deu.

Ela estava acostumada a causar essa reação nas pessoas. Madison tinha o péssimo hábito de aparecer onde queria e quando queria, na maioria das vezes acabando por assustar aqueles que não se tocavam que havia alguém se aproximando. A sensação de assustar nunca deixava de ser engraçada, mas ela fazia um esforço para prender as risadas sempre que acontecia. As cartas foram para o ar junto com o grito do garoto, mas ele se apressou em pegá-las antes que elas sumissem em meio as arquibancadas.

Sentou-se nos bancos, ao lado dele, sem esperar por um convite. Pois pelo jeito que ele falava, ela duvidava que algum dia esse convite viesse. Esperou que o desconhecido terminasse de falar para então, começar a ser a detestável Madison de sempre. Pelo jeito, o cara era novato ali e não fazia ideia que não tínhamos regras específicas. Eu podia sentir que eles estava confuso e o incômodo de estar ali também se fazia presente. Apesar de tudo, ela achava engraçado o modo como ele agia.

— Não há muito o que se explicar — Deu de ombros. — Somos semideuses, filhos de deuses com mortais e estamos aqui para satisfazer as necessidades deles e matar monstros antes que eles próprios nos matem. Fim. — Ponderou por um momento, antes de se lembrar que faltava alguma coisa.

— Oh, esqueci a parte que temos que treinar até cansar ou seremos massacrados antes mesmo de se dar conta — Um sorriso irônico de formou nos lábios rosados da loira.

Ela já tinha se acostumado com a ideia de servir de escrava para aqueles que os tratavam com desdém, afinal, um dos deuses era sua mãe e ela não negaria ajuda aquela que havia concebido ela. Mas isso não tornava as coisas mais fáceis. Balançou a cabeça, voltando a atenção para o novato ao seu lado e esperando que ele falasse algo. Talvez ela estivesse assustando-o com tudo aquilo, porém era incapaz de se importar com isso. Fazia tempo que tinha largado mão de diminuir a verdade que falava, mesmo que essa fosse dolorosa demais para se suportar.







 MADISON KÖHLER SCHMITTEL
That’s people. We arrive, we consume what we need, then we leave.
avatar
Madison Köhler Schmittel

Mensagens : 53
Data de inscrição : 24/05/2015
Idade : 18
Localização : Me procura num GPS

Ficha de Personagem
Nível: 9
Health Points (HP):
155/180  (155/180)
Mana Points (MP):
150/180  (150/180)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Leonard Slytherin em Qua Fev 03, 2016 9:09 pm



THE RULES OF THE GAME
SHOULD I PLAY OR SHOULD I QUIT?

Ela então sentou-se ao meu lado e como reflexo, franzi a sobrancelha e observei tamanha invasão espaço privacidade, espantado com tamanha ousadia. Mas não demorei para perceber que era eu o ousado que agia como se tudo ali lhe pertencesse. Nada ali era meu, no máximo minhas roupas que iam contra as normas de conduta ou meu chalé que mais parecia um cassino em miniatura (o que não deixava de ser bom). Então conectei o passado com o presente, minhas memórias com minhas atitudes, lembrei das palavras diretas e sábias de minha governanta Penelope: "Por mais rico, belo ou poderoso que você seja, você não é dono de tudo." Aquela mulher era paga para cuidar de mim, era uma simples empregada que poderia ser demitida a qualquer birra que eu fizesse a meus avós mesquinhos e metidos e mesmo assim eu ainda não sei como agir sem ela por perto. Talvez eu preferisse sinceridade à bajulação, em algum lugar no meu frio coração rico e majestoso. Por mais complexo que aquilo tudo fosse para mim, um curtíssimo treino sobre relações humanas seria o suficiente, eu esperava. Seguindo a lógica básica, apenas continuei o assunto.
— Então nesse jogo os monstros são adversários e os deuses ditam as regras... Interessante. — Enquanto dizia isso, dava uma última embaralhada nas cartas, colocando o baralho no banco entre nós dois. — De fato a prática pode definir um bom jogador, afinal nem todos podemos contar com a sorte, não é? — Então peguei cinco cartas viradas para baixo e as coloquei de frente para a senhorita.
— Temos de saber lidar com o que temos em nossas mãos. Como num jogo de "uno", sabe? — Não sabia até onde minha linguagem era compreensível, então usei as cartas como uma ilustração. Jogar com ela não faria sentido, minha inevitável vitória a ofuscaria sem dúvidas. Mas o que me restava era esperar sua jogada... Digo, sua resposta.


Ω


Última edição por Leonard Slytherin em Qui Fev 04, 2016 9:51 pm, editado 1 vez(es)


Leonard Slytherin

Son Of Tyche,
The Golden Prince!
credits @
avatar
Leonard Slytherin

Mensagens : 6
Data de inscrição : 31/01/2016
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha de Personagem
Nível: 1
Health Points (HP):
100/100  (100/100)
Mana Points (MP):
100/100  (100/100)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Madison Köhler Schmittel em Qua Fev 03, 2016 11:18 pm




runaway




I wanna run away anywhere out this place I wanna run away... give it all away catching fire as the wind blows
O garoto não podia estar mais certo.

Agora que ele tinha falado, eu não podia deixar de pensar que estávamos mesmo no meio de um jogo. E nós, semideuses, éramos simples peões dos deuses. Balançou a cabeça novamente, concordando com o que o outro falava. — A sorte não é muito confiável — Declarou.

Madison nunca acreditara em sorte, mesmo que tivesse uma deusa para representar o êxito da pessoas em tudo o que faziam, aquilo o que todos consideravam sorte. Para a loira, tudo isso não passava de uma farsa. Uma farsa para tornar a vida de todos mais fácil e aceitável.

O baralho que o desconhecido carregava em mãos foi disposto entre os dois. Ele colocou cinco cartas viradas para baixo diante da prole de Hécate, fazendo com que ela o encarasse. Confusão tomava seu rosto para logo depois dar lugar a vergonha de não saber jogar algo tão fácil.

Um pequeno rubor tomou conta das bochechas dela. Não, ela não fazia a mínima ideia de como se jogava uno. Tinha passado grande parte da sua vida num orfanato, onde qualquer jogo e coisas do tipo eram considerados um pecado fatal. Ela se lembrava bem de ter visto um garotinho apanhar com uma régua logo após ser pego com algumas peças de xadrez na mão.

— Eu não sei jogar — Confessou, por fim. — Não tive muito tempo para aprender a jogar.

E foi isso, a loira não deu mais explicações. Até porque ninguém precisava ficar sabendo das coisas que tinham acontecido em seu passado.

— Você ainda não me disse seu nome — Disse, encarando as cartas a sua frente.

Não deveria ser tão difícil de entender.







 MADISON KÖHLER SCHMITTEL
That’s people. We arrive, we consume what we need, then we leave.
avatar
Madison Köhler Schmittel

Mensagens : 53
Data de inscrição : 24/05/2015
Idade : 18
Localização : Me procura num GPS

Ficha de Personagem
Nível: 9
Health Points (HP):
155/180  (155/180)
Mana Points (MP):
150/180  (150/180)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Leonard Slytherin em Qui Fev 04, 2016 12:50 am



THE RULES OF THE GAME
SHOULD I PLAY OR SHOULD I QUIT?

— Sempre há algo novo a aprender, não é? — Acabei esquecendo das cartas por um instante, principalmente ao ser questionado sobre meu nome. Havia muito que eu sabia sobre meu sobrenome. Membros da mais alta nobreza da Inglaterra, donos de terras e mais terras do velho mundo afora e mais atualmente o grande empreendedor de sucesso com um banco de alto nível nos EUA. Mas eu era Leonard, ou Leon (o que é menos ainda). Talvez eu devesse parar de filosofar e focar-me apenas no que era pedido, como havia ensinado meu avô nas aulas de etiqueta.
— Slytherin... Leonard Slytherin. Mas prefiro Leon, caso não se importe. — Mas tendo o sangue de homens de negócio, até um simples diálogo exigia troca equivalente para mim — E você seria...? — Peguei uma moeda de meus bolsos e comecei a rodar no ar. Era inevitável, alguma ação secundária precisava acalmar meus nervos, mesmo que enfrentando a perigosa aventura da convivência em sociedade.


Ω


Leonard Slytherin

Son Of Tyche,
The Golden Prince!
credits @
avatar
Leonard Slytherin

Mensagens : 6
Data de inscrição : 31/01/2016
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha de Personagem
Nível: 1
Health Points (HP):
100/100  (100/100)
Mana Points (MP):
100/100  (100/100)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anfiteatro

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum