— { D I Y } — Mama, Just Killed A Man

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

— { D I Y } — Mama, Just Killed A Man

Mensagem por Allen K. Neø.-Charbonneau em Qui Abr 14, 2016 9:40 am

Pulled my trigger
prologue: now he's dead

Um pesado e longo suspirou saiu lentamente dentre os lábios com certo espaçamento entre o superior e o inferior. Os dedos - sobre a superfície planificada da mesa de coloração marrom – batucaram contra a madeira em um ritmo sonolento em uma melodia psicodélica, pareceu pressionar repetidamente a mesma tecla de um piano, gerando um som horrendo e, ao mesmo tempo, assustador. As pálpebras pesaram em meio aquele som, o qual ficou mais alto no cérebro do rapaz a cada batida sobre o móvel. Então, a cada batucada ele ouvia o seu nome: “Allen. Allen. Allen...”; até que adormeceu por completo, deitando a lateral da face sobre a mesa.

.
.
.

O chamamento por seu nome ainda permaneceu na mente do loiro enquanto dormiu. Seu sonho não tinha nada de relevante, exceto o ainda escutar por como se chama. – Allen! – A voz tornou-se mais rouca num instante rapidamente e ressonou mais alto que antes, fazendo com que a prole submundana acordasse; a pele que recobriu as vistas enegrecidas do garoto se ergueu simultaneamente, ligeiramente assustado com a entonação da exclamação alheia. — Ahn? — Rolou o olhar pelo arredor, percebendo que não está mais no local aonde veio dormir anteriormente. — Que lugar é este? —Indagou, tornando a fitar uma figura masculina a certa distância, mas logo apareceu em frente ao semideus em um teleporte. — Mestre? — Perguntou, semicerrando os olhos a fim de reconhecer quem se trata.
O ser com uma aura grandiosa andou em torno do servo, percorrendo as vistas por toda a extensão do físico alheio. Depois do caminhar lento e analítico, se parou novamente a frente do semideus, cara a cara. — Sua ajuda é necessária, semideus. — Comentou, dando as costas e afastando-se. Virou-se em direção a ele novamente ao criar uma distância de alguns metros; Allen permaneceu imóvel, ereto sobre o solo do local em que se encontra. — Mais precisamente ajuda com o quê, senhor? — Perguntou, cruzando um braço ao outro com o afastamento súbito.
O deus fez o mesmo, entrelaçou um membro superior em outro. Soltou um bufar acompanhado por um suspiro arrogante por breves momentos, fechando os orbes oculares durante o processo. Bateu o pé contra o chão, insatisfeito. — O item mais valioso que tenho, a minha foice, foi roubado. Não tenho permissão para sair daqui e ir recuperá-la. — Pausou, descruzando os braços, aproximando-se em mínima velocidade. Pressionou o cento do tórax do loiro com o indicador. — Por isso que te chamei, Allen. Preciso que um dos meus ceifadores vá atrás e, infelizmente, você é o único que estava livre. Aqueles responsáveis pelo furto deixaram um enigma. — O deus da morte surgiu sentado em seu trono a metros do rapaz. – Por enquanto, somente acorde, ceifador.

.
.
.

De relance, em um instante qualquer, o filho do deus dos mortos despertou mais uma vez, no entanto, com o semblante deitado por cima mesa. O estranho é o que não havia se passado nem um minuto desde que adormeceu. “Entrei em uma zona sem a regência do tempo ou algo semelhante?”, indagou em seus devaneios, notando um bilhete cravado ao móvel de madeira por uma adaga. Tateou o cabo da tal arma laminada, removendo-a e, assim, pegando o pedaço de papel, e o leu.

Enigma:
“Escondi-me entre as flores traiçoeiras que se encontram na floresta negreira”.




Psychopath
hades's son thanatos reaper
avatar
Allen K. Neø.-Charbonneau

Mensagens : 12
Data de inscrição : 19/01/2016
Idade : 20
Localização : Te interessa?

Ficha de Personagem
Nível: 2
Health Points (HP):
110/110  (110/110)
Mana Points (MP):
110/110  (110/110)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum